Norwegian skiing team 1 Rectangle.jpg

Um pequeno descuido e acabou-se!

A equipa nacional de esqui norueguesa nunca deslizaria com esta suavidade se não fosse por estas pessoas.

Provavelmente, muitos de nós nunca assistiram a uma competição de esqui senão na televisão e, do conforto do nosso sofá, tudo parece tão fácil quando competem deslizando na neve. Mas o que lhes permite deslizar tão depressa deve-se aos heróis anónimos da equipa de esqui – os enceradores de esquis.
 
Beitostolen, Noruega. Conhecemos Knut Nystad, o Encerador de Esquis responsável. A sua equipa trabalha arduamente na sua caravana personalizada - estão a preparar-se para o campeonato mundial em Fevereiro de 2015. Tudo tem de ser testado: a aderência, o ski-slip e os produtos químicos que funcionam melhor em conjunto.
 
Expectativas elevadas
 
A sua equipa começa a preparação cedo. E os testes são muitos.
 
"Têm um ambiente de trabalho exigente, com muitas viagens, longos dias de trabalho e elevados níveis de exigência em termos de desempenho". Comenta Knut.
 
E acrescenta: "As expectativas são de que os esquiadores noruegueses dominem a competição e tragam medalhas de ouro para casa. Quando isso não acontece, como em Sochi, os esquis são inevitavelmente alvo de escrutínio".
 
Os melhores resultados dependem de equipas especializadas
 
Alguns dos enceradores são diretamente responsáveis pelos esquiadores. Pela construção e manutenção do conjunto de esquis, por encerá-los e testá-los antes das competições. O responsável pela aderência está incumbido de encontrar os produtos certos – ceras básicas, novos métodos, misturas ou revestimentos – de forma a garantir que os esquis aderem quando é necessário. Contudo, também é preciso que deslizem, e isso está a cargo do responsável pelo deslizamento. Trata-se de uma tarefa de grande responsabilidade, pelo que o responsável pelo deslizamento trabalha com um assistente para encontrar os melhores métodos, planadores e misturas.
 
A equipa depende fortemente de bons parceiros e materiais para conseguir os melhores resultados. A preparação e a limpeza de algumas centenas de esquis, várias vezes, numa estação, significa que se produz muito mais desperdício se não existirem as melhores soluções possíveis. Com panos de limpeza com reduzida libertação de partículas, toalhetes húmidos e toalhas de papel nos dispensadores instalados nas estações de trabalho, o trabalho é realizado mais eficientemente. Isto, para não falar da confusão dos químicos e da necessidade de manter o ambiente de trabalho saudável, mesmo nos períodos de maior stress.
 
Portanto, voltando ao Nystad: A sua responsabilidade é a de organizar a equipa de forma a garantir que dispõem das melhores condições para alcançar o sucesso.
 
Independentemente do resultado – vencemos ou perdemos juntos, como equipa.
 
A caravana da Federação de Esqui Norueguesa está equipada com muitos produtos Tork, incluindo os toalhetes húmidos Tork. Uma vez que a caravana onde os esquis são encerados não dispõe de abastecimento próprio de água, os enceradores utilizam os Tork Toalhetes Húmidos para Limpeza das Mãos, o que lhes facilita a vida. 

Com panos de limpeza com reduzida libertação de partículas, toalhetes húmidos e toalhas de papel nos dispensadores instalados nas estações de trabalho dos enceradores, o trabalho é realizado mais eficientemente.

Knut Nystad

Técnico de enceramento de esquis responsável pela equipa de esqui corta-mato da Noruega